Pular para o conteúdo principal

Inflação para pobres


Vocês podem até não acreditar mas, que sempre ficam se perguntando se é verdade ou não é, vocês ficam, não ficam? Sempre estamos com a pulga atrás da orelha, pode ser o assunto que for, sempre haverá um porém. Quando temos a nossa frente um interlocutor e esse interlocutor diverge de nossas convicções, ai o circo pega fogo, de verdade. É por isso que surgem em nossa mente antigos ditados: Quem tem c@#%! tem medo. Em terra de cego, quem tem um olho é rei. É melhor dividir um filé mignon com os amigos do que roer um osso sozinho. E assim vamos empurrando a vida com a barriga.
Conversar sobre religião e política é o mesmo que pedir dinheiro ao Sr. Salim da vendinha. Sr. Salim certa vez caiu na água com o bolso cheio de dinheiro e não molhou nenhuma nota. As notas estavam enroladas em 3 sacos de arroz e lacradas com fita teflon. Dinheiro para Salim é questão de vida e morte. Se arriscaria a pedir um centavo ao Sr. Salim? Eu não.

Pareço um louco falando né? Mas por que estou falando sobre isso? Não sei, só sei que foi assim. Ariano Suassuna, meu ídolo.

Tô de saco cheio! Não o meu. Consegui uns sacos de estrume para dar uma levantada no moral de minha pequena horta. Estou providenciando também um fogão a lenha com forno. Os preços estão assustadores. Por sorte, temos um marzão e uma floresta exuberantes. Podemos pescar alguma coisa bem pertinho de casa, nem que seja um marisco e temos lenha a vontade. Não sabem onde quero chegar né? Vou ser mais claro. O Brasil é um país auto suficiente em quase tudo. Ainda temos florestas, temos um imenso território, agricultura de vento em popa, sempre foi. Temos reservas de minério, de todos os tipos, temos de tudo um pouco. Porém, temos os piores administradores do mundo! Onde já se viu político administrar alguma coisa? Político tem que fazer política e ponto. O cara vai administrar um puteiro, por exemplo. Precisa saber administrar. Por sorte a mercadoria não se perde. Claro que esta é uma antiga piada machista que não podia ficar fora desse texto. Os homens irão rir. As feministas vão odiar. Mas as putas, ah... As putas... Zoeira galera. Na verdade dei esse exemplo porque odeio político, lógico que tem um ou outro que admiro, mas estes talvez sejam um a cada milhão. Costumo chamá-los de filhos da p%#@! 

Sai do escopo de meu texto um pouquinho mas, por uma boa causa. Xingar político me ajuda financeiramente. Depois de xingar uns políticos não preciso tomar meu remedinho. Faz parte do estudo da economia do lar. Os preços das coisas estão tão altos para nós, meros mortais, que já estou pensando na possibilidade de rever alguns hábitos alimentares. Por exemplo: Parei de comer carne de primeira. A de segunda também. Me "phodi". Aumentaram o preço do osso. Parei de comer frango. Tomei no "forebis"... Você já viu o preço da moela? Ah... Vai tomar no @#$! Vocês já viram como papelão é gostoso? Você dissolve na água, joga um salzinho... A cerveja que tomava foi mais fácil me livrar. Parei com ela. Só que tomei duplamente no "forebis", novamente. Ou parava ou morria. Meu fígado não aguentava nem ouvir qualquer nome que lembrasse álcool. Aliás, que fígado? O médico fez uma ultrassonografia e encontrou apenas a velha plaquinha; "Fui!".

Sabem o que mais me irrita? É a cara de deboche daquele Filho da p#*@ do Paulo Guedes. Não tem cara de chupa prego? Este sim, quando nasceu o médico bateu na cara dele e fez um exame de próstata preventivo. Esse cidadão vai ter que ir morar no Alaska quando deixar a política. É muito confortável administrar um dinheiro que não é seu, não é verdade? Ainda mais quando falamos em trilhões. Para quem ganha bem, o país está uma maravilha, mas veja como vive um aposentado. Um senhor que trabalhou a vida inteira, viúvo, sempre pagou seus impostos, hoje come o quê? Todo seu pouco dinheirinho que resta é para comprar remédios. Vou te dizer uma coisa Paulo Guedes: Se existir reencarnação, espero que você volte velho, aposentado, pobre e já no inferno, para que ninguém na terra tenha o desprazer de te conhecer. O perigo é o capeta perder o emprego. Tô errado?

Mood
Texto/Ilustração: Mood

Postagens mais visitadas deste blog

JOÃOZINHO E A PÁSCOA

- Papai, o que é Páscoa? - Ora, Páscoa é ...... bem ...... é uma festa religiosa! - Igual Natal? - É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição. - Ressurreição? - É, ressurreição. - Marta, vem cá! - Sim? - Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal. - Bom, Joaozinho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu? - Mais ou menos ....... .Mamãe, Jesus era um coelho? - Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo! -

Final dos tempos

Como dizia minha mãe: "É o final dos tempos.". Hoje fico em dúvida sobre o que ela queria dizer com essa frase, mas no momento em que era dita, fazia todo o sentido do mundo. E lá se vão 40 anos! Falando em tempo, mês passado já não sabia se estava fazendo 55 anos de vida ou 56. Pode não parecer,  mas isso mexe demais com o nosso subconsciente. Cheguei a pensar: "Eram os Deuses astronautas?". Talvez... Mas o que o suco de abacaxi tem a ver com o rabo da lagartixa? Essa é uma história longa demais que vou deixar para outro dia. O importante é que o envelhecimento da mente é muito preocupante. Sei que sempre houveram catástrofes, desde os tempos mais remotos. Temos referências históricas sobre esses fatos, seja em hieroglifos ou em textos de papiro. O fato é que vivemos em um planeta sujeito à mudanças climáticas, acomodações de placas tectônicas e tudo o mais. Se formos pensar bem, não é que esteja acontecendo mais do que antes, o fato é que a população mundial cresc

Selva!

Como diria o Tarzan: "Ôoooooooooo ô o o..... oooooooooo!". E o Brasil foi para o brejo, novamente. Depois de quatro anos limpando a "merdalhada institucionalizada" durante os 14 anos de poder dos vermelhos, voltamos a estaca zero. Não adiantou nada o Mito ser honesto, chorar diante das câmeras, abaixar a cabeça diante do "Careca Xavier da Corte", que acabou levando fumo. Faltou socar o pau e lutar de igual para igual contra o bando de corruptos. Não adianta, se você vai lidar com bandidos, deixe as flores em casa. Fale e aja de igual para igual, senão você será engolido. Ouso até dizer que os ditos patriotas foram muito inocentes. A esquerda vermelha está acostumada com a "maracutaia", sabe bem o que fazer para distorcer a história. E não se enganem, com muito dinheiro. O que mais ouvi nesta corrida eleitoral foi a palavra "narrativa". Só cego não vê que, dos dois lados, houve uma enxurrada de desvios de narrativas, falsas notícias, coi