Pular para o conteúdo principal

TANQUES, FUMACÊ E AUÊ

É impressão minha, ou esse povo está surtando? Será que só eu estou com esse pressentimento? Confesso que estou tomando um rivotril para acalmar um pouco, senão qualquer dia desses vou sair correndo pela rua nu e gritando: "Sou Napoleão, sou Napoleão...!". O perigo está cada vez maior, e se acontecer, posso encontrar outro gritando: "Sou Jesus Cristo! Sou Jesus Cristo!". É, não está fácil para ninguém. Tem gente na fila para pegar ossos de sobra de açougue! Acredita que isso é no Brasil? No Brasil? Há pouco tempo atrás eu podia comprar alcatra para fazer um pequeno churrasco em casa. Agora, só se um político fizer churrasco e eu pegar as sobras no lixo. Aqui em casa ainda temos o que comer, mas pelo andar da carruagem, não está longe o dia de comer capim.

Parece até piada não é? Mas pode acreditar, o mundo como conhecemos, está perto do fim. Nosso Brasil, coitado. Cheio de riquezas e mal tratado. A pandemia expôs, ao extremo, a verdadeira face do ser humano. Perceberam que por dinheiro os caras são capazes de roubar na maior cara de pau? Com gente morrendo, sofrendo e os caras lá passando a perna, ou tentando passar, em todos sem distinção alguma. Nojo. Mas, vamos por partes como diria o Dr. Jack. Afinal de contas, este texto deve ser bem humorado para não deixar as pessoas mais tristes do que estão.

Que "mer...cadoria" foi essa de hoje? Pensei que era 7 de setembro. Encheram as avenidas de Brasília de recruta zero? Que foi aquilo? Sabe o que acho? Acho que aqueles tanques estão há tanto tempo parados, que resolveram esquentar o motor um pouquinho. Era tanta fuligem saindo daqueles escapamentos que o buraco na camada de ozônio chegou ao trópico de câncer. Faz sentido, né não? Carro muito tempo parado precisa ligar de vez em quando. Ouvi dizer que o próximo "Lata Véia" será com os tanques de guerra do Brasil. Quero ver arrumar tanto dinheiro para essa reforma.

Polarização é a palavra que mais ouço hoje na mídia. Não sei por que essa galera cismou com isso. Polarizar é um fato corriqueiro na vida de todos nós. Os imãs polarizam, as baterias polarizam, reações químicas polarizam, os átomos polarizam! Tudo polariza, até um dedo no fiofó é uma polarização! É ou não é? Você ouviu a expressão: "Ele gosta de um fio terra." Essa história de fio terra me lembra um amigo de infância que foi ter sua primeira relação sexual. No dia, estávamos em uma pequena festinha, éramos apenas crianças saindo da infância para adolescência, pensávamos que éramos gente. Esse meu amigo era o último dos virgens. Estava de enrosco com uma amiga. Em determinado momento ele a levou para o quarto, e nós, como éramos terríveis, fomos olhar pelo buraco da fechadura. É uma cena forte! Não leiam este trecho, por favor... A menina estava fazendo um exame de próstata nele!... Até hoje, não sei se rio ou se choro com a cena. Mas, voltando ao assunto, a palavra é polarização. O país está polarizado, o mundo está polarizado. Podíamos aproveitar essa tal polarização e voltar a termos somente dois partidos no país: um de esquerda e outro de direita. Acho que seria mais justo para todos.

Eita Bolsomito, Mitooo, Mitotô! Esse negócio não vai dar certo. Alguém tem essa mesma sensação?

Mood

Texto e ilustração: Mood

Postagens mais visitadas deste blog

JOÃOZINHO E A PÁSCOA

- Papai, o que é Páscoa? - Ora, Páscoa é ...... bem ...... é uma festa religiosa! - Igual Natal? - É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição. - Ressurreição? - É, ressurreição. - Marta, vem cá! - Sim? - Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal. - Bom, Joaozinho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu? - Mais ou menos ....... .Mamãe, Jesus era um coelho? - Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo! -

Final dos tempos

Como dizia minha mãe: "É o final dos tempos.". Hoje fico em dúvida sobre o que ela queria dizer com essa frase, mas no momento em que era dita, fazia todo o sentido do mundo. E lá se vão 40 anos! Falando em tempo, mês passado já não sabia se estava fazendo 55 anos de vida ou 56. Pode não parecer,  mas isso mexe demais com o nosso subconsciente. Cheguei a pensar: "Eram os Deuses astronautas?". Talvez... Mas o que o suco de abacaxi tem a ver com o rabo da lagartixa? Essa é uma história longa demais que vou deixar para outro dia. O importante é que o envelhecimento da mente é muito preocupante. Sei que sempre houveram catástrofes, desde os tempos mais remotos. Temos referências históricas sobre esses fatos, seja em hieroglifos ou em textos de papiro. O fato é que vivemos em um planeta sujeito à mudanças climáticas, acomodações de placas tectônicas e tudo o mais. Se formos pensar bem, não é que esteja acontecendo mais do que antes, o fato é que a população mundial cresc

Selva!

Como diria o Tarzan: "Ôoooooooooo ô o o..... oooooooooo!". E o Brasil foi para o brejo, novamente. Depois de quatro anos limpando a "merdalhada institucionalizada" durante os 14 anos de poder dos vermelhos, voltamos a estaca zero. Não adiantou nada o Mito ser honesto, chorar diante das câmeras, abaixar a cabeça diante do "Careca Xavier da Corte", que acabou levando fumo. Faltou socar o pau e lutar de igual para igual contra o bando de corruptos. Não adianta, se você vai lidar com bandidos, deixe as flores em casa. Fale e aja de igual para igual, senão você será engolido. Ouso até dizer que os ditos patriotas foram muito inocentes. A esquerda vermelha está acostumada com a "maracutaia", sabe bem o que fazer para distorcer a história. E não se enganem, com muito dinheiro. O que mais ouvi nesta corrida eleitoral foi a palavra "narrativa". Só cego não vê que, dos dois lados, houve uma enxurrada de desvios de narrativas, falsas notícias, coi