Pular para o conteúdo principal

LULA SOLTO NA PANDEMIA

Quando pensamos que nunca mais vamos ouvir falar de Lula, eis que surge novamente a carinha desse "pingaiada" na TV bravejando soluções para todos os problemas do país. Parece até que não se lembra que seu partido ficou 13 anos no poder, destruiu a PETROBRÁS, deu dinheiro para os países do eixo socialista, comunista, ou qualquer nome que se dê a estes que dizem querer igualdade a custo de cabresto para todos e lavagem cerebral de alguns poucos pseudointelectuais. Quando falo de pseudointelectual, não sei porque, me vem a mente a imagem do Chico Buarque, aquele que na adolescência gostava de arrombar carros. Engraçado como os adoradores desse partido são liderados por pessoas com um passado, digamos assim, meio esquisito. Que Lula sabe discursar e inflamar seus adeptos, isso não temos o que discutir, mas basta você ter um pouquinho de conhecimento de história de nosso país e você percebe que o cara fala apenas com provocações sobre os assuntos que a mídia divulga diariamente e que pode deixar seus adversários desconfortáveis, como se "ele" fosse o salvador que poderia por fim à todos os problemas do país. Para um cara que passou a vida em cima de carros de som, discursando contra as empresas enquanto seus colegas de trabalho davam duro dentro da fábrica, fica fácil entender como Lula tem essa facilidade em discursar.

Quem já trabalhou em empresa grande, sabe do que estou falando. Os caras que fazem parte do sindicato tem tantas regalias que ninguém imagina. Uma delas é que enquanto estiver no sindicato, não pode ser mandado embora. Isso para sanguessugas, aqueles que fazem corpo mole no trabalho enquanto seus companheiros trabalham, é como viver em um spa. E tudo isso recebendo seu salário no final do mês. Conheci alguns desses caras durante meu curto período de 7 anos na maior empresa do Brasil. Sabe o que esculacha uma grande empresa? Péssimos funcionários, corruptos, desinteressados no crescimento mútuo. Não adianta você ter a melhor empresa do mundo e ter os piores funcionários. Não gira, não dá fluxo, não dá liga.

Estamos em um momento no país em que podemos dizer, como já dizia meu pai: "Se correr o bicho pega, se ficar o bicho come." Sempre vai ficar pior quando tudo parece que vai ficar pior. Isso sem falarmos que nosso "Presidente salvador" não tem potência de fogo para lidar com toda essa "merdalização" que ocorre em nosso país. Podemos dizer que: "Phodeu!". E não adianta ter boas intenções se seu passado o condena e se seu presente vive enrascado nas molecagens do 01.

E se uma galera radical resolve decidir tudo na base da porrada? O que vejo, bem de longe, é que o povo dividido esqueceu a essência real do que é uma nação. Se seus ideais, suas ideias e tudo o mais são conflitantes com a de seu vizinho, qual o problema? Você é melhor ou pior do que ele? Quem tem razão? Então sua ideia diferenciada lhe dá o direito de xingar, acusar ou mal dizer? Acho que não. Quando exponho o que penso, não estou querendo gerar discussão com ninguém, simplesmente estou falando sobre meu ponto de vista. "Não confunda c... com bunda." Já dizia seu Manoel da farmácia: "Papel higiênico é para limpar a bunda e supositório para enfiar no c...!" Não seria mais fácil discutir novas ideias? Procurar soluções conjuntas? Juntar todas as boas ideias, colocar dentro de uma panela e mexer bastante mas, sem deixar desandar a receita. Isso sim seria uma boa ideia. Outra coisa. Muita babaquice com os caras mexendo, analisando e distorcendo a constituição. Mexe daqui, mexe dali e soltam o Marcola. Tá certo isso? Vão soltar todo mundo. E olha que engraçado, capaz de todos serem canonizados. Já imaginou? Cunha: "Santo Boca Solta"... Palloci: "Santo Boca Larga"... E assim por diante. Santo Lula da Embromação! Chega, vou para por aqui que deu nojo esse texto.

Sinceramente, nosso querido Brasil está bem no olho de um enorme furacão, qualquer passinho errado e tudo vira bosta, como dizia a Rita Lee.

Criação, texto e ilustração: Mood

Postagens mais visitadas deste blog

JOÃOZINHO E A PÁSCOA

- Papai, o que é Páscoa? - Ora, Páscoa é ...... bem ...... é uma festa religiosa! - Igual Natal? - É parecido. Só que no Natal comemora-se o nascimento de Jesus, e na Páscoa, se não me engano, comemora-se a sua ressurreição. - Ressurreição? - É, ressurreição. - Marta, vem cá! - Sim? - Explica pra esse garoto o que é ressurreição pra eu poder ler o meu jornal. - Bom, Joaozinho, ressurreição é tornar a viver após ter morrido. Foi o que aconteceu com Jesus, três dias depois de ter sido crucificado. Ele ressuscitou e subiu aos céus. Entendeu? - Mais ou menos ....... .Mamãe, Jesus era um coelho? - Que é isso menino? Não me fale uma bobagem dessas! Coelho! Jesus Cristo é o Papai do Céu! Nem parece que esse menino foi batizado! Jorge, esse menino não pode crescer desse jeito, sem ir numa missa pelo menos aos domingos. Até parece que não lhe demos uma educação cristã! Já pensou se ele solta uma besteira dessas na escola? Deus me perdoe! Amanhã mesmo vou matricular esse moleque no catecismo! -

Final dos tempos

Como dizia minha mãe: "É o final dos tempos.". Hoje fico em dúvida sobre o que ela queria dizer com essa frase, mas no momento em que era dita, fazia todo o sentido do mundo. E lá se vão 40 anos! Falando em tempo, mês passado já não sabia se estava fazendo 55 anos de vida ou 56. Pode não parecer,  mas isso mexe demais com o nosso subconsciente. Cheguei a pensar: "Eram os Deuses astronautas?". Talvez... Mas o que o suco de abacaxi tem a ver com o rabo da lagartixa? Essa é uma história longa demais que vou deixar para outro dia. O importante é que o envelhecimento da mente é muito preocupante. Sei que sempre houveram catástrofes, desde os tempos mais remotos. Temos referências históricas sobre esses fatos, seja em hieroglifos ou em textos de papiro. O fato é que vivemos em um planeta sujeito à mudanças climáticas, acomodações de placas tectônicas e tudo o mais. Se formos pensar bem, não é que esteja acontecendo mais do que antes, o fato é que a população mundial cresc

Selva!

Como diria o Tarzan: "Ôoooooooooo ô o o..... oooooooooo!". E o Brasil foi para o brejo, novamente. Depois de quatro anos limpando a "merdalhada institucionalizada" durante os 14 anos de poder dos vermelhos, voltamos a estaca zero. Não adiantou nada o Mito ser honesto, chorar diante das câmeras, abaixar a cabeça diante do "Careca Xavier da Corte", que acabou levando fumo. Faltou socar o pau e lutar de igual para igual contra o bando de corruptos. Não adianta, se você vai lidar com bandidos, deixe as flores em casa. Fale e aja de igual para igual, senão você será engolido. Ouso até dizer que os ditos patriotas foram muito inocentes. A esquerda vermelha está acostumada com a "maracutaia", sabe bem o que fazer para distorcer a história. E não se enganem, com muito dinheiro. O que mais ouvi nesta corrida eleitoral foi a palavra "narrativa". Só cego não vê que, dos dois lados, houve uma enxurrada de desvios de narrativas, falsas notícias, coi